A Arte de Desmontar AKA UHD 2019

Até ao dia de hoje nunca fui muito bom a desmontar da bicicleta. Sou bastante teimoso e raramente uma subida me fazia desmontar ou sequer pensar em desmontar! Lembro-me das 24 horas de Coruche em 2015.. andei quase 4 horas com uma cãibra que teimava em aparecer todas as voltas na subida das bruxas… mas não desmontei catano!

Pois… chegou finalmente o “passeio” que não só dobrou como desfez em cacos toda a minha teimosia! O Ultra Hard Day!

Vou então de seguida fazer uma lista das razões que me fizeram desmontar:

  1. A mais normal… as descidas ou precipícios que de vez enquanto apareceram. Tenho uma família para alimentar ok???? (1 mulher e 2 gatos) Não posso correr o risco de danificar os cromados certo?
    Isto é a desculpa que inventei… mas na realidade o “kit de unhas” nunca foi o meu forte! 😛
  2. Desmontei porque a roda de trás derrapou numa pedra
  3. Desmontei porque vi uma pedra e pensei: “hmmmm… ainda vai derrapar a roda… é melhor ir à mão”
  4. Desmontei porque o Vítor Gomes desmontou… e eu não queria aqui criar conflitos com o meu companheiro de passeio (Há quem diga que foi porque ia numa parede de 20% que ainda ia inclinar mais! Mentiras!)
  5. Desmontei porque o Vítor Gomes desmontou quando bateu com a bunda no chão! Tinha de ajudar o rapaz a levantar-se não acham?
  6. Desmontei porque estava cansado
  7. Desmontei porque estavam a aparecer 4 cãibras em simultâneo
  8. Desmontei porque já estava a morder o guiador para não cair para trás.. e ainda ia inclinar mais!
  9. Desmontei para petiscar nos fantásticos abastecimentos do UHD!
  10. Desmontei porque me enganei no caminho
  11. Desmontei porque me enganei no caminho novamente
  12. A última de todas é a melhor… desmontei para receber a medalha de finisher! 🙂

Bem, chega de parvoíce.. vamos então fazer o resumo deste “passeio”

Já quase há 5 anos que o André Batista me dizia para aparecer no UHD… mas infelizmente nunca consegui marcar presença. Foi possível finalmente nesta edição de 2019!

Como de costume (tenho visto pelas fotos dos anos anteriores) o UHD juntou muita malta do pedal! Ainda estou a aguardar pelos números “oficiais”… mas diria 150 a 200 participantes.

Ora digam lá em quantas provas/passeios (pagas ou não) têm vocês direito a um autocolante com esta classe? 🙂
Tudo organizado! Cafés! Fontes! Abandonos! Tascas! Brutal

e…. abastecimentos! Sim, num passeio completamente gratuito temos direito a abastecimentos que deixam muitas provas a milhas! Tudo graças à boa vontade da malta que todos os anos dá muito de si sem esperar nada em retorno para manter o espírito do BTT vivo!
Alguns dos participantes resolveram ajudar levando também bolos/sumos etc. Prometo que no próximo ano também farei o mesmo.

Até Isotónico estava disponível… e no último abastecimento ainda me perguntaram se queria um gel e uma barra!

O que dizer sobre os trilhos? Só posso dizer uma coisa…. 90% só está lá devido ao trabalho do André e da ATX Cycling Store (entre outros)

Podem fazer o download do track aqui
Link do Evento no Facebook
O track tem nota 10/10 na precisão dos pontos!
Ao contrário de outros passeios… O UHD arredonda o acumulado para baixo! Valores medidos pelo GPS – 3450metros de desnível positivo!

Foi um bom teste para as 24 horas de Penafiel que estão a chegar. A ideia foi colocar um andamento constante e controlado (por vezes impossível devido ás paredes! ahah) e paragens curtas… uma pena… porque aqueles abastecimentos davam vontade de lá ficar!
Link para a actividade no Strava

Não se deixem enganar pelos abastecimentos, autocolantes e bolinhos… o UHD é dos eventos mais duros que participei na vida! Acabei o Mountain Quest em 2017 cansado mas com muita vontade de ter chegado a tempo para seguir para o Mutant Quest… já no UHD, só me apetecia voltar para o sofá para ver o resto da Volta a França! 🙂

Se não acreditam….basta ver o meu estado no final

A dolorosa medalha de Finisher!

Parabéns a todos os responsáveis por este fantástico evento. Há muito trabalho e dedicação envolvida na criação de um evento como este! Chapeau!
E um grande abraço para o Sir Vitor Gomes! Ainda partilhámos muitos kms juntos!

Para finalizar, deixo algumas das melhores fotos que encontrei deste dia! Sim… estes “gajos” até tinham fotógrafos distribuídos por varias zonas do percurso!

Nota: As fotos foram retiradas dos álbuns públicos do UHD para mostrar um pouco das paisagens que se podem encontrar. Caso alguém pretenda ser removido deste artigo, peço que me informem.

Um pensamento sobre “A Arte de Desmontar AKA UHD 2019

  1. Mais um dos teus “relatos” com toda a justiça e realidade. EXCELLENT!!! Mais uma vez muito obrigado e PARABÉNS pela enorme entrega e GRANDE TRABALHO de todos que tornam possível o UHD. Sempre que possível e com saúde, será sempre um prazer poder partilhar algumas pedaladas contigo. PS: falta uma desculpa para desmontar, “O Vítor já (outra vez) desmontou, por “respeito” ao mais velhote, lá tenho que desmontar.” lol Grande abraço 🙏🙏👌👌💪💪

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s